sábado, 21 de fevereiro de 2015

COMEÇOU...

Agora, sim, "começou o ano novo"! E, já que começou, vou dar início aos posts deste ano, desejando a todos um 2015 cheio de coisas boas, muito trabalho e muita saúde. De fato estou me organizando pra voltar às postagens. Voltar pra ficar. Sem mimimi de que estou sem tempo. Todas as segundas ou quartas - me resta decidir, haverá um post novo aqui no blog e eu ficarei muito feliz com o retorno de vocês. Então, deixem de acanhagem e comenta qualquer coisa aí, minha gente.

A gente se vê em breve,
Beijoca!

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Dia de postagem

Olá, queridos amigos leitores,
 
Desde 2008, quando este blog foi criado, a intenção era escrever sempre com certa constância e transformar isto aqui não num trabalho - que é os blogs se felizmente se transformaram -, mas um passatempo mesmo.
Idas e vindas que vocês já conhecem há anos continuam se repetindo e, agora, agora mesmo, neste exato momento, decidi escolher um dia para postar. Nem que seja para republicar as melhores histórias que tenho por aqui. E digo melhores, as que mais gosto. Não tenho um número de comentários que possam me dar parâmetros de qualidade. Mas já que quantidade não é, exatamente, qualidade...
A questão é que ainda não decidi que dia será este. Pensei, pode ser na segunda, é um dia atípico, um dia que eu gosto muito, mas a maioria das pessoas acha um tédio. Bom seria ter algo para ler na segunda-feira que fugisse às manchetes de jornal manchadas de sangue, respingando realidade na nossa cara às 6:00 horas da manhã, enquanto comemos nosso pão com manteiga acompanhado do café com leite.
Pode ser na terça, um dos dias que eu mais repugno, e não me perguntem o por quê. Eu não sei. Nunca gostei de terça-feira e faço questão de que passe logo para que eu me sinta mais leve para a chegada da quarta-feira, que é meu dia preferido. E também não me pergunte por quê. Quarta-feira é aquele dia que sempre está lindo pra mim. É no meio da semana, mas eu me sinto bem, mas tão bem... Poderia ser na quarta, é um dia que, geralmente, estou de bom humor. Mas e se a falta de inspiração estragar o meu dia de descanso? Não sei... Preciso pensar.
Pode ser na quinta, ou na sexta, o prenúncio do fim de semana, pode ser, pode ser. Não, eu ainda não decidi o dia, mas postar num mesmo dia toda semana é uma decisão, e já é um bom começo, não?
Isto aqui acabou virando um post surpresa. Pra mim. Porque quando eu começo a escrever eu não paro mais. Então, deixa-me que me despeça para que o tempo me dê as respostas e eu possa voltar com novidades para vocês.
 
Uma boa semana,

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

COMENTÁRIOS

Olá, muchachas! Olá, muchachos!
 
Como vocês estão? Aparecer aqui esses dias parece estranho, não é? Mas eu não vim falar de eleição, não. Vim falar dos comentários do blog.
Acabei de chegar aqui e vi que tem muita gente da Índia, Alemanha, USA, entre outros países visitando meu blog. Fico muito feliz. Mas, - tem que ter um "mas" - queria fazer uma pergunta: por que vocês não comentam? Lol! Comentem, please!
O tradutor está disponível para uso e eu espero que vocês se divirtam por aqui. E, por favor, DEIXE UM COMENTÁRIO, faça uma blogger feliz!
 
Beijos!

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

SUMIÇOS

Meus sumiços já se tornaram frequentes por aqui. Eu faço um post, sumo. Faço mais um post, sumo. Desculpaí, gente! Por enquanto não posso prometer frequência, mas essa semana tem post para vocês. Aguardem...

sábado, 26 de abril de 2014

MÚSICA - O QUE ESTOU OUVINDO?

Hoje eu vou de música. E, para começar, quero dizer que fiz um post com o mesmo título que este e vocês podem ver clicando aqui.
 
Da última vez que postei, foram três artistas. Hoje será um só. Entre uma passada e outra na sala daqui de casa, "assistindo" ao jornal do meio-dia, ouvi a repórter dizer mais ou menos assim: "dia 12 tem o swing do merengue e da lambada de Felipe Cordeiro no Pelourinho". Enquanto isso, passavam imagens do cantor de costas, tocando e dançando, não dava pra saber quem era. Sim, eu sei que muita gente vai dizer "como você não sabia quem era Felipe Cordeiro?". Ando mesmo muito "distante do planeta", estou praticamente uma "marcianita", mas a curiosidade me fez voltar e, vou confessar, virei fã. Essa semana eu escutei música paraense de segunda à sexta. Sem interrupções.
 
Não é difícil entender o porquê dessa minha alegria com a música do Pará, agora. E não tem a ver diretamente com o destaque que o Pará vem ganhando nacionalmente, embora a presença de músicos paraenses no cenário atual se deva à isso. Na infância, com uns seis, sete anos, eu era a fã número um do Beto Barbosa. Não lembro bem em qual canal, mas tinha um programa que passava nas manhãs de sábado que eu nunca perdia. E sempre tinha o Beto Barbosa. Meu sonho era ter um par para dar aquelas voltas todas que a lambada proporciona. Sem ter um par, eu dançava com as paredes, ou chamava minha mãe para ajudar. Lembro que fiquei muito triste porque tudo acabou. Quando fiquei sabendo que o pai do Felipe Cordeiro, o Manoel Cordeiro, que toca e compõe com ele hoje, foi produtor de artistas de umas das épocas mais lindas da minha vida, pronto. Pirei. E fiquei chateada porque perdi o show deles. Agora vai saber quando eles voltam em terras baianas...
 
O mais impressionante da música paraense é que ela consegue se reinventar de maneira sensível ainda nos dias atuais. Sempre tem algo que pode ser feito e não há espaço para rótulos, mas sempre há espaço para o humor. E para o calor. Não dá pra dizer que a música do Pará é Brega, Lambada ou Carimbó, até porque a lista de "estilos" não se encerra aqui. Sou apaixonada pelas boas guitarradas, mas tenho admiração pelo novo Eletromelody (novo? - corrijam-me se eu estiver errada), muito bem feito pela Gang do Eletro que, aliás, já foi motivo de postagem aqui no blog há alguns anos. Enfim, escolhi duas músicas para postar, e espero que vocês sejam contagiados ou re-contagiados, como eu fui. Acabei de lembrar de Kaoma!

Aproveta e deixa um comentário!
 
 
FELIPE CORDEIRO - FIM DE FESTA (Álbum Kitsch Pop Cult)
 

 

FELIPE CORDEIRO - PROBLEMA SEU (Álbum Apaixone-se pela loucura do seu amor)
 


 

quinta-feira, 17 de abril de 2014

A GREVE ACABOU

Pois bem, acabou a greve dos PMs na Bahia.
Só vi gente reclamando e detonando Prisco. Vou me incluir, porque reclamei também. Mas pare pra pensar comigo: PMs ganham bem? Você se sente seguro sem greve? Não? Então realmente temos um problema muito maior do que essa greve de dois dias.
 
Sempre digo que quando o assunto é greve, alguém tem que "sofrer" para que algo aconteça. E olha que muita gente sofreu, muitas pessoas foram assassinadas, feridas, roubadas. Mas isso acontece todo dia, e que seja numa porcentagem menor - será? - , mas acontece.

Então vamos por os pingos nos "is". O que quero dizer é que governo e mídia tratam o momento como se vivêssemos em plena segurança e que somente a greve é um indicativo de falta de ordem. A gente sabe que não é. O principal objetivo é colocar-nos uns contra os outros. A gente se indigna com os policiais, eles continuam ganhando mal, a segurança continua uma merda e o governo metendo mão no dinheiro da gente. Ou vocês esqueceram que quem paga os serviços públicos somos nós?
 
Se com polícia nas ruas é ruim, sem, pior ainda. E se isso acontece, o problema não é a greve, o problema é o mau funcionalismo público, corrupção e maucaratismo disfarçado de boa política. O problema, na verdade, não é o policial que para, somos nós que pagamos altos impostos e não cobramos segurança de qualidade. Depois fiquei aí caindo na onda da "sensação" de segurança e seja assaltado perto de um policial no meio da rua.  Sim, isso acontece com frequência.
 
 

terça-feira, 15 de abril de 2014

DE CARA NOVA

Gente, estou a procura de um site com templates bacanas. Há tempo quero mudar as coisas por aqui. Se alguém souber onde posso encontrar templates bacanas e gratuitos, deixa aqui nos comentários! Ficarei gratíssima!